Publicado em Poematizese

Relações são complicadas, mas sempre valem a pena

Cada pequeno ressentimento é uma pedrinha a mais no “saco” da gente.

A vida é mesmo uma chance imensa de ficar maravilhado pelas possibilidades incríveis que nos rodeiam.

Foi pensando nessa frase que eu comecei a me analisar sobre as relações que tenho ultimamente. O ambiente tão estressante, a desconfiança com que comecei a olhar para os outros. Acabei me dando conta que aquela frase “Se não gosta do que recebe, perceba o que está emitindo” sempre foi um mantra pra mim, mesmo quando os meus passos estão arrastados e incertos.

Quanto mais próximos somos das pessoas, muito mais exigente nos tornamos. A pergunta “como eu me sinto com isso?”, parece ser uma oração obrigatória a cada gesto, a cada frase, a cada pequena coisa que o outro emite.

A responsabilidade e a consequência de como recebemos as intervenções dos outros são tão nossas, que essas deveriam ser as questões emergentes: “Como o outro se sente sobre isso? Qual é a melhor forma de eu receber isso?”.

Sabe, a expectativa que colocamos sobre as pessoas é uma coisa muito injusta. Sempre esperamos que eles façam o melhor para nós, para o que acreditamos ser o correto, e, isso é tão egoísta e primitivo.

Obviamente, a auto avaliação ajuda muito nas relações, saber como você se sente em relação as coisas, dá um espaço mais amplo para refletir e tomar decisões mais benéficas para ambas as partes. Entretanto, quando essa questão se torna o centro da relação, esta imposição unilateral começa a ser desgastante.

Se relacionar sempre será uma benção para nós, pois além de experimentar a vida por outros olhos, por outra pessoa, pela empatia, pela energia, somos seres sociáveis. Precisamo de afeto, atenção, amor.

Sempre haverão coisas nos outros que despertam coisas ruins em nós, e vice e versa. É humano contrariar, discordar, não gostar. E é incrível a sensação de encontrar pessoas que simplesmente nos deixam ser.

Sem precisar nos controlar, enganar, subestimar, atacar, dividir…

Anselm Grün diz em suas obras que o silêncio é fundamental, eu concordo veemente. E também acredito que as palavras certas, nos momentos certos, sendo verdadeiras tem o poder de criar mudanças mágicas.

Amar, conviver e relacionar sempre será difícil devido a singularidade de cada ser humano, mas a recompensa por tentar constantemente fazer esse tipo de experiência dar certo, ilumina e preenche a alma.

Autor:

Metamorfose ambulante, ♥

Comente sua opinião aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s