Publicado em Poematizese

talvez, né?!

Eu sonho. Tão simples, tão complicado. Eu queria olhar ao redor e ver almas despidas, almas peladas prontas para receber interferências benéficas. Talvez um dia elas deixem a luz entrar, talvez um dia eles cessem o poder da escuridão em si. Talvez um dia eu olhe ao redor e veja, almas nuas carentes de bençãos, procurando luz, procurando amor. E encontrando. E vivendo. E expelindo. E relacionando. E sendo. Amor. Talvez um dia. Talvez.

Autor:

Metamorfose ambulante, ♥

4 comentários em “talvez, né?!

Comente sua opinião aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s