Publicado em Poematizese

a poesia da revolta

Eu realmente tenho que levar em consideração que nunca poderei enxergar pelos olhos de ninguém, como ninguém não poderá nunca enxergar pelos meus, mas, todos podemos tentar.

Porque ainda nos importamos? Por isso, é claro: somos todos um. Eu já disse isso antes e volto a dizer, o universo é uma grande rede elétrica e cada um de nós somos microcircuitos no meio dela.

Muitas vezes eu não sei porque estou lutando por uma determinada causa, não sei porque não junto minhas coisas, boto na mala e saio andando, deixando a natureza me guiar numa vida ausente de todas as outras vidas, mas presente na vida natural da natureza.

Mas a natureza não é só todas as belas paisagens, as quais sempre contemplo quase que em sonho, ao fechar os olhos e lembrar de todas as imagens bonitas que vi durante o dia, a natureza sou eu e você. Nós assim, tão humanos, insignificantes, pois é. Para mim você é mais um laço na corrente de energia que rege o universo.

E como um laço necessita de atenção, é por isso, que eu continuo aqui lutando pela sua, pela minha, pela nossa causa.

Bem, eu sempre me sinto feliz quando vejo pessoas ao meu lado em qualquer circunstância da vida, esse poder da companhia é realmente motivador. Mesmo que eu me sinta muito fraca, posso ver no outro a possibilidade de encontrar forças para continuar adiante. As pessoas são estímulos incríveis para novas perspectivas e para a nossa vida.

É tão poético ver quando elas, sem razão nenhuma, se dispõem a ajudar o próximo, simplesmente porque seu coração lhes pede…

A poesia da revolta está no fato de que, se ainda precisamos lutar é porque ainda acreditamos. Ainda acreditamos no ser humano, na vida, no mundo e em tantas outras coisas que aqui não seria possível mencionar, ultrapassaria qualquer limite de letras, estou certa.

A fé é realmente uma coisa muito bonita, ela tem um poder tão incrível de mover as pessoas, que parece quase uma mágica, aliás, eu acredito que é. Se ainda é possível acreditar, porque não gritar aos setes ventos o quanto a fé é forte dentro de nossos corações?

Naturalmente somos uma espécie que se cuida, o tempo todo. Mesmo quando dizemos que não suportarmos as pessoas, no fundo, nosso sonho sempre é melhorar o mundo e sentir que somos heróis.

Unir-se na revolta é tão comum que fez toda a nossa história, todos os movimentos que houveram no mundo ganharam força pela força da união de seus membros, veja como isto parece ser uma arte pintada num quadro vivo.

Basta assistir qualquer filme sobre história e ver: a poesia da revolta. A vida é realmente uma incrível poesia, principalmente, quando muitas pessoas estão no mesmo verso. Tudo parece funcionar de um jeito diferente, cada olhar unânime é um presente extremamente comovente.

Sempre que estamos juntos, a nossa beleza se multiplica à ponto de quem nos vê, se emocionar,  porque o ser humano unido é um corpo forte, belo e extremamente atraente. A nossa união é simplesmente avassaladora, talvez por isso, almejamos tanto na vida estar acompanhados, amar, conviver…

O interessante neste caso, é que também, a fraqueza dói tanto, que pessoas juntas em grande dor, trazem uma comoção extraordinária. Qualquer um que vê um grande ato com muitas pessoas feridas (emocionalmente, fisicamente ou seja lá como for), chora. A dor do outro reflete em nós. A revolta do outro faz-nos revoltar-nos também, porque a empatia de sentimento é inerente quando reconhecida, ela é um laço forte de humanidade.

Por essas e outras que eu quero inspirar assim como me sinto inspirada… Porque o mundo, ai esse mundo é realmente tão bonito. Olhe as crianças, com seus olhos puros de quem não entende ainda como pode ser tão complexo o mundo, porque para elas tudo é tão simples, e meu Deus, deveria ser…

Por esses olhares magníficos que encontro diariamente, eu luto pelas coisas em que acredito, pelas coisas que eu acredito que serão melhores, pelas coisas boas que eu acredito que surgirão depois de tanta luta.

E olha, não sejam egoístas não. Lutar só por si mesmo é tão ou mais vazio que nada fazer. Porque a felicidade só é plena quando o sistema inteiro de laços elétricos estão funcionando adequadamente numa estrutura perfeita de energia.

Um curto circuito se dá pelos membros que estão agindo fora do conjunto da obra.

Quero meus vizinhos bem, para poder chegar em mim, toda a correnteza de eletricidade que de mim sai, para ser um ciclo sem fim, perfumado de alegria.

Autor:

Metamorfose ambulante, ♥

5 comentários em “a poesia da revolta

  1. Fico feliz que não tenha botado suas coisas na mala e saído andando. Ainda que às vezes se sinta como a versão feminina de Don Quixote, a participação de pessoas como você tornam a “rede elétrica” muito mais encantadora.
    Torço para que sempre haja alguém disponível para estar ao seu lado em cada momento difícil. Como sabe, sendo rede, somos afetados principalmente por aqueles que ainda não sabem que são parte dela; porém, a alegria está em saber que existem pessoas como você capazes de dizer isso a elas, cumprindo seu papel na rede de uma forma tão bonita e generosa como você tem feito.
    Parabéns e obrigado.

    Curtir

Comente sua opinião aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s